Relogio

29 de jan de 2012

Projeto "Curta Serra" anima o município de Pé de Serra

Muito cinema, debates e atrações culturais é o que promete o Projeto “Curta Serra” a partir desta sexta-feira (27), ás 19h, na Praça da cidade de Pé de Serra, no Território da Bacia do Jacuípe.

O Projeto tem o objetivo de resgatar e incentivar a cultura de modo geral, e de aproximar a juventude carente da arte do áudio visual. A idéia é do estudante de Publicidade Sérgio Souza e do cinegrafista Robson Rodrigues, ambos pedeserrenses.

“Iremos apresentar o cinema à comunidade como sendo uma fonte de cultura e transmissora de conhecimento, pois, esse projeto nasceu da falta de aproximação de nossa população com essa arte, por isso, pretendemos com a exibição ampliar visões, trazendo, além disso, atrações culturais e debates sobre as obras assistidas”, explicou Sérgio.

A estréia do Projeto amanhã conta com a apresentação cultural de Rick do Cavaco e das exibições do filme, “Coronel Delmiro Golveia”, e do Curta, “Segunda-Feira”. Após as exibições será aberto o debate com a participação de Seu Tonica, ator pedesserense do filme Coronel Delmiro Golveia.

O Filme: “Memórias de Pé de Serra”
Baseado em história real, o filme Coronel Delmiro Golveia foi escrito e dirigido por Geraldo Sarno em 1978 e conta a saga de Delmiro Gouveia, pioneiro da industrialização do Brasil, que foi perseguido e assassinado por se recusar a vender suas empresas a companhias inglesas no fim do século XIX e início do XX.

O personagem, interpretado por Rubens de Falco, é mostrado como um ousado e humanista empreendedor que enfrenta o poder dos coronéis e dos trustes internacionais.

Por estar inserida no semi-árido nordestino, e por suas serras exuberantes, Pé de Serra serviu de cenário para o filme. Muitos de seus moradores, a exemplo de Seu Tonica, homens, mulheres e meninos pedeserrenses participaram da narrativa.

Além de Rubens de Falco, atores renomados como: Sura Berditchevsky, Nildo Parente, e Jofre Soares completam o elenco de Coronel Delmiro Golveia.

“A idéia é louvável, pois além de despertar o interesse da população pelo cinema, contempla e incentiva a cultura e memória de nosso povo”, frisou José Fernandes, diretor de Cultura do município.

As exibições acontecerão aos sábados e a cada quinze dias na quadra poliesportiva da cidade, local onde acontece o tradicional São João. Serão apresentados filmes com temáticas variadas, além de atrações culturais e geração de debates acerca das exibições.

FONTE: Interior da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário